Acupuntura, conheça os benefícios

Benefícios

  • Alivio nas dores;
  • Alivio na enxaqueca e dores de cabeça crônica;
  • Alivio na dor da fibromialgia;
  • Controle de ansiedade, estresse e depressão;
  • Tratamento de insônia;
  • Melhora sintomas de TPM
  • Melhora do sistema digestivo como gases, gastrites, constipação, entre outros;
  • Melhora do sistema respiratório como sinusite, dores de garganta, entre outros;
  • Auxilia no tratamento em pacientes submetidos a quimioterapia, reduzindo náusea e vômitos
  • Melhora sintomas comuns na gravidez como náuseas e dores, além de ajudar no parto e puerpério.

 

Como funciona

Consiste na estimulação (com agulhas, eletricidade, esferas, sementes ou pressão manual) de pontos específicos da pele onde se localizam os padronizados canais definidos como “meridianos”, por onde passa a energia (QÌ, se pronuncia “tchi”). Esses meridianos estão, cada um, em vinculação direta com um respectivo sistema fisiológico e/ou mental da pessoa. Por isso, estimulando tais pontos, altera-se a circulação de energia vital (QÌ) e o fluxo de sangue (XUE). A ação conjunta de vários pontos estimulados promove o equilíbrio do organismo e assim, melhoras nos sintomas apresentados pelo paciente. Fisiologicamente haverá um estimulo no sistema nervoso em liberar sustâncias químicas, que irão alterar a experiência ou desencadearão a liberação de outros produtos químicos e hormônios, promovendo uma regulação interna no corpo. A acupuntura faz com que o próprio corpo estimule sua cura, promovendo bem estar físico e emocional.

Quem pode fazer

Pode ser utilizada em recém-nascidos, crianças, adultos, idosos e gestantes (com cuidados em alguns pontos específicos)

Qual o tamanho da agulha

Normalmente utiliza-se agulha de 25mm, quando comparado com uma agulha de injeção, é 10x mais fina!

Curiosidade

  • Você sabia que em maio de 2006, o Ministério da Saúde regulamentou a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC), que autoriza a adoção pelo Sistema Único de Saúde (SUS) de terapias como a acupuntura?
  • Em 1979, a Organização Mundial de Saúde (OMS) editou uma lista com 41 doenças que apresentaram excelentes resultados com o tratamento de acupuntura.
  • Em 2002, a OMS publicou um documento no qual foi analisada a eficácia da acupuntura, assim como técnicas de moxabustão, ventosa, sangria, eletro-acupuntura, laser-acupuntura, magneto-acupuntura, massagem shiatsu / tuina e acupressão (pressão digital nos pontos) – em comparação com o tratamento convencional para 147 doenças, sintomas e condições de saúde. A efetividade do tratamento foram nas seguintes desordens: Reações adversas à radioterapia e / ou quimioterapia, Rinite alérgica, Cólica biliar, Depressão (incluindo neurose depressiva e depressão após derrame), Disenteria, Dismenorreia, Epigastralgia aguda (em úlcera péptica, gastrite aguda e crônica), Dor facial (incluindo distúrbios craniomandibulares), Dor de cabeça, Hipertensão ou Hipotensão, Indução do parto, Dor no joelho, Leucopenia, Dor lombar, Má posição do feto, correção de Enjoo matinal Náusea e vomito em gestantes, Dor de pescoço, Dor em odontologia (incluindo dor dentária e disfunção temporomandibular), Periartrite do ombro, Dor pós-operatória, Cólica renal, Artrite reumatoide, Ciatalgia, Entorse, epicondilite (Cotovelo de tenista). Veja na integra o artigo: Acupuncture: review and analysis of reports on controlled clinical trials.

Esse conteúdo foi oferecido pelos nossos parceiros e especialistas da Clínica Reactive na figura da Fernanda Hirata a quem agradecemos muito!