Força e Estabilidade: Um dos pilares para o corredor

,

Força e Estabilidade: Um dos pilares para o corredor – Como já discutido anteriormente aqui no blog, existem alguns pilares fundamentais para prevenção de lesões em corredores. Estes são: Força e estabilidade; flexibilidade e mobilidade; e técnica de corrida. Hoje abordaremos o primeiro pilar.

Força muscular pode ser definida como a quantidade de tensão que um músculo ou grupamento muscular pode gerar dentro de um movimento específico e com determinada velocidade de movimento. Tudo o que fazemos está associado a força muscular, pois os músculos proporcionam a energia necessária para os movimentos articulares. Logo, a força muscular tem um papel crucial na vida do homem. Sem a força perdemos a autonomia, pois ela está associada à execução de tarefas básicas como andar, sentar e levantar.

A estabilidade articular pressupõe o correto funcionamento de ligamentos, tendões e músculos para a mecânica adequada da referida articulação.

A estabilidade articular, é descrita, na literatura por dois tipos de estabilidade, a mecânica e a funcional .

Toda articulação no corpo tem um plano de movimento programado anatomicamente para ocorrer. Esse movimento entre os ossos depende das configurações ósseas das superfícies, que são estabilizadas na posição pelos ligamentos, cápsula articular e, em alguns casos, estruturas cartilaginosas acessórias (meniscos, lábios). Quando alguma dessas estruturas estabilizadoras tem problemas, a articulação pode se movimentar em um plano não-anatômico – está então configurada a instabilidade articular, que gera vários tipos de lesão.

O elemento responsável pela estabilidade articular que é possível de ser trabalhado é o músculo, logo, as duas coisas estão interligadas e possuem suma importância no corpo do corredor.

Para o ganho da força muscular

É fundamental que o treino:

  • Seja o mais específico para as suas atividades e para você (para corrida por exemplo, sabemos que exercício com alta carga de membros inferiores podem melhorar performance)
  • Tenha variação de carga e estímulo (alternar pesos livres da musculação com exercícios funcionais por exemplo)
  • A execução de cada exercício deve ser correta, para que não haja lesão durante o fortalecimento
  • Seus treinos de corrida tem que estar alinhados com os de ganho de força.
  • Seja orientado por um profissional

E é sempre bom lembrar que o ganho de força não ocorre de um dia para o outro, então, tenha paciência e mantenha-se constante nos treinos para que os resultados cheguem. E além de prevenir lesões, o ganho de força melhora sua performance na corrida.
Se ainda não se dedica a sua força e estabilidade, o que está esperando??

Força e Estabilidade: Um dos pilares para o corredor

Esse conteúdo foi oferecido pelos nossos parceiros e especialistas da Clínica Reactive, na figura da Carolina Lazari, a quem agradecemos muito!

RunFun Assessoria Esportiva