Dor lombar em corredores e como o Pilates pode ajudar?

,
Dor lombar em corredores

Dor lombar em corredores e como o Pilates pode ajudar? A dor lombar é de longe a maior queixa que nós fisioterapeutas pegamos em consultório, seja relacionada a atividade laboral, esporte, sedentarismo, obesidade, emocional e outros.

A dor lombar é multifatorial e inespecífica, ou seja, pode ter mais de um fator contribuindo nessa queixa por isso uma avaliação detalhada é importante para investigar a funda a causa; e dor lombar na corrida? Por que aparece? A corrida também é um exercício e por esse motivo não deveria melhorar? Essas e outras perguntas serão respondidas nesse artigo.

A dor lombar como falada anteriormente pode ter a influência de vários fatores e na corrida nós temos vários como o deslocamento do seu corpo que se deve a força de reação do solo que te impulsiona pra frente e para cima, adaptação do corpo as demandas impostas que pode ser o aumento do volume de treino, solo(ex: corrida praia vs corrida no asfalto) as demandas impostas pelo meio (ex: corrida no asfalto vs corrida de aventura) ou seja os treinos servem exatamente pra expor tua musculatura de forma gradual aquele estímulo, favorecendo a adaptação desse corpo. Mas e quando eu apresento uma dor lombar de longa data, que já virou minha best friend ? Uma das causas pode ser a biomecânica da sua corrida, como uma extensão exagerada do tronco, é importante sempre ter vídeos da sua corrida e leva-lós até o fisioterapeuta para fazer a análise da sua corrida e ver a necessidade de ajustes, outro motivo bem comum é uma falta de ativação da musculatura estabilizadora do tronco ou da interação dessa com sua musculatura superficial, na corrida a função principal do tronco é estabilização para que ocorra o movimento rítmico dos membros inferiores e superiores; e engana-se quem pensa que treinar o tronco é só fazer abdominal ou prancha, ” barriga de tanquinho” não é sinônimo de lombar sem dores, os músculos estabilizadores usam pouco ou quase nada de movimento para sua ativação.

Dor lombar em corredores

Pense no seu tronco como um cubo, temos a musculatura lateral (oblíquos), superior (diafragma), inferior (assoalho pélvico, sim ele também faz parte do famoso CORE e na falta da ativação dessa musculatura pode haver perda de urina durante a corrida), anterior e posterior do tronco (multífidos, transverso e reto do abdomên), essa musculatura atua de forma sincrônica estabilizando e protegendo os orgãos vitais.

O Pilates é uma técnica que une a respiração aos exercícios, e grande maioria dos exercícios trabalha a estabilização de tronco, por isso ele é uma ótima ferramenta no tratamento de dores lombares.

Dor lombar em corredores e como o Pilates pode ajudar?

Esse conteúdo foi preparado pelos nossos parceiros e especialistas da Clínica Reactive, na figura da Larissa Reis, a quem agradecemos muito!

RunFun Assessoria Esportiva