Esporão do Calcâneo – Lesões típicas em corredores

,
Esporão Calcâneo

Esporão do Calcâneo – Lesões típicas em corredores

Dor no calcanhar…
Será que tenho um esporão?
Ou será Fascite Plantar?

Posso ter os dois??
Fiz um raio X do pé e descobri um esporão… devo me preocupar??
Essa semana estamos aqui para esclarecer essas dúvidas, tão recorrentes em corredores!

Esporão Calcâneo 2

O que é o Esporão?

O esporão do calcâneo é um crescimento anormal ósseo na região posterior do osso calcâneo, próximo à inserção do tendão de Aquiles.
O osso calcâneo tem como principal função oferecer suporte para grande parte do peso corporal, a fim de distribuí-lo por todo o pé, quando a pessoa caminha, salta ou corre. Ele é revestido por almofada de tecido gorduroso, que dificulta a desidratação das camadas inferiores da pele e amortece o impacto; e está conectado a diversos tendões, ligamentos e à fáscia plantar, membrana de tecido conjuntivo que se estende por toda a sola do pé, desde o calcanhar até a base dos dedos.

O que faz esse osso crescer?

Todos os nossos ossos, respondem à carga , seja ela compressiva ou de tração, e neste caso, pode ocorrer microtraumatismos por um excesso de tensão da fáscia plantar ou dos tendões, uma vez que essas estruturas passam a exercer tração excessiva e permanente sobre o periósteo (membrana resistente que recobre a face externa dos ossos) do calcanhar, por longos períodos.

Como lidar e tratar esporão Calcâneo?

É fundamental dizer que a maior parte das pessoas que tem esporão, não tem nenhuma dor; então, se você descobriu um esporão ao acaso em um raio-x do pé, não se preocupe.
Porém, quando essas pessoas têm dor, muitas vezes a dor é muito aguda e em forma de “facada” quando o pé é apoiado, sendo assim, incapacitante. Mas nestes casos o esporão não é a causa da dor nos pés. A dor é provocada pela inflamação crônica que se instalou nos tecidos ao redor da lesão óssea; então o tratamento gira em torno dessa inflamação e dos fatores que levaram a esse crescimento ósseo.

Como tratar?

O tratamento clínico conservador é o que apresenta os melhores resultados no tratamento de esporão calcâneo. O mesmo deve se iniciar com uma coleta da história de vida e da dor do paciente, para que todos os aspectos relevantes sejam abordados. A fisioterapia, aliada muitas vezes a medicações anti inflamatórias, repouso e gelo, são as principais abordagens. E assim com a fascite plantar, palmilhas sob medida, que tirem um pouco a descarga de peso do calcanhar, são aliados à recuperação e trazem conforto ao paciente.
A cirurgia, com remoção do esporão, é realizada apenas nos casos mais extremos, e muitas vezes, após remoção a inflamação e dor local, continuam! Portanto, dediquem-se ao tratamento conservador com uma boa fisioterapia e respeite os limites do seu corpo até o momento de voltar a correr e saltar.

Alguns pontos importantes para evitar o esporão e lidar com ele:

  • Se você tem idade acima dos 40 anos, seu coxim de gordura do calcâneo desgasta naturalmente, então deve ter ainda mais atenção.
  • O controle do peso corporal em níveis saudáveis representa uma forma de evitar que o excesso de carga recaia sobre os calcanhares;
  • Recidivas do esporão podem ocorrer quando as mudanças no estilo de vida não foram suficientes para eliminar os fatores de risco da desse distúrbio ortopédico.
  • Exercícios preparatórios, fortalecimento das musculaturas utilizadas na corrida e o aquecimento adequado antes da prática da atividade, são fundamentais para evitar essa formação óssea.
  • O seu gesto de corrida, principalmente a aterrissagem do pé no chão e sua transferência de carga na corrida, deve ser analisada por um profissional (seu técnico ou fisioterapeuta), e quando não adequado, realizar as mudanças necessárias.

Esporão e Fascite Plantar

Muitas vezes as duas situações caminham juntas, e uma pode causar a outra, mas ao mesmo tempo, cuidar das duas circunstâncias na maior parte das vezes é similar! Então, se você tem alguma dessas patologias: Sem desespero!!! Converse com seu técnico (que vai dosar seus treinos e observar seu gesto), procure um ortopedista e um fisioterapeuta, que em breve, você estará correndo novamente sem dor.

Esporão do Calcâneo – Lesões típicas em corredores

Esse conteúdo foi oferecido pelos nossos parceiros e especialistas da Clínica Reactive na figura da Carolina Lazari a quem agradecemos muito!

RunFun Assessoria Esportiva